Série: Paraíso Fiscal, por que existe? (parte 06 – final)

Acompanhe nossa série e saiba o motivo e os riscos da existência de paraíso fiscal

Por: Edgard Rocha, advogado e sócio do escritório Cim Rocha Advogados

Série Paraíso Fiscal: 06 – A Suíça e o sigilo bancário

O país, exemplo de qualidade de vida e baixa desigualdade, também é muito famoso por ser conhecido como um dos mais famosos paraísos. Todavia, em 2014, o país concordou em se unir ao processo de troca automática de informações financeiras e fiscais promovido pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Assim, desde o início de 2018, a Suíça passou a intercambiar os dados bancários com uma centena de países signatários. Porém, a entrega dos dados é confidencial e somente podem ser usados para efeitos fiscais.

Diante de tal cenário, é possível afirmar que o paraíso fiscal tem sua importância econômica, já que é visto como uma escolha política dos países que buscam investidores estrangeiros. Porém, com as facilidades que oferecem, abrem espaço para a realização de ações ilegais, como a lavagem de dinheiro, exigindo um olhar sempre atento das autoridades de fiscalização.