‘Um marco importante’, diz coordenador da delação da Odebrecht sobre homologação


O criminalista Theo Dias, que coordena a maior delação premiada da Operação Lava Jato, disse nesta segunda-feira, 30, que a decisão da ministra Cármen Lúcia de homologar a delação premiada dos 77 executivos, funcionários e ex-executivos da empreiteira Odebrecht representa um sinal importante.

“A decisão do Supremo Tribunal Federal constitui importante marco de um longo e complexo processo de negociação”, disse Theo. Ele não quis fazer mais comentários sobre a decisão de Cármen.

A negociação se prolongou por vários meses, sob forte tensão. No dia 19 de janeiro, o acidente que matou o ministro Teori Zavascki em Paraty (RJ) jogou a delação da maior empreiteira do País em um impasse – Teori era o relator da Lava Jato no Supremo.

Até agora, a Corte máxima não definiu quem será o novo relator.

Na semana passada, o procurador-geral da República Rodrigo Janot pediu à ministra Cármen urgência na homologação da delação da Odebrecht.

Nesta segunda, 30, Cármen validou o grande acordo, após juízes auxiliares ouvirem, um a um, os 77 delatores. Todos afirmaram que decidiram colaborar espontaneamente.