Romênia: desmantelada rede de tráfico de drogas da Colômbia


BUCARESTE, Romênia (AFP) – Dois romenos acusados de ser membros de uma ampla rede de tráfico de cocaína, coordenada pelos chefes do cartel de Medellín, na Colômbia, foram detidos, anunciou nesta sexta-feira a promotoria romena especializada na luta contra o crime organizado (DIICOT).

"A cabeça desta rede do crime organizado está na Colômbia e é constituída pelos líderes do cartel das drogas de Medellín, os irmãos Miguel e Victor Mejía Munera (chamados de ”os gêmeos”)", destacou a DIICOT.

Segundo a promotoria, os dois romenos, Nadolu Constantin e Iosif Catalin, eram encarregados de enviar a cocaína para a Romênia, procedente do Equador.

Um colombiano que trabalhava com eles, Víctor Manuel Porto Sánchez, é procurado sob acusações de tráfico de drogas e homicídio, informou a promotoria romena.

Os denunciados são acusados de ter participado da organização de um transporte de cocaína por via marítima do porto equatoriano de Guayaquil até o porto espanhol de Algeciras (sul) e depois rumo à Itália e ao porto romeno de Constanta (leste).

A investigação foi realizada pela promotoria romena, com a ajuda de funcionários americanos da Agência Antidrogas (DEA) e das autoridades espanholas, italianas e equatorianas.