Projeto fará do Brasil país da lavagem de dinheiro


O secretário estadual de Segurança Pública e Justiça, delegado federal aposentado Wantuir Jacini, foi mais uma autoridade de Mato Grosso do Sul que criticou duramente o projeto de lei do senador Delcídio do Amaral (PT), pré-candidato a governador, que propõe a repatriação de bilhões de reais depositados nas instituições financeiras no exterior com benefício fiscal, sem o risco de ser processado e depois ir para cadeia. “O Brasil poderá ser classificado como país da lavagem de dinheiro”, advertiu Jacini.

Ele disse ainda que o Brasil assinou vários tratados internacionais para combater o crime de lavagem de capitais e não poderá retroceder. E o projeto de Delcídio, se aprovado, poderá sepultar todos os esforços para combater as organizações criminosas, principalmente a evasão de divisas do narcotráfico e da corrupção.

Para Jacini, a proposta, se aprovada e sancionada pela Presidência da República, “incentivará ainda a lavagem de dinheiro e dará segurança ao crime organizado para auferir lucro com o tráfico de drogas”.