Presos seis suspeitos de um dos maiores assaltos a banco da Argentina

Foram detidos três homens e três mulheres


Pelo menos seis pessoas foram presas nesta terça-feira acusadas de participação no assalto ao Banco Província, na Argentina, em janeiro. Os criminosos fizeram um túnel e esvaziaram 140 cofres do banco, roubando um valor estimado em US$ 7 milhões. Foi um dos maiores assaltos a banco da história do país. 

Segundo o jornal Clarín, detetives da Polícia Federal Argentina prenderam três homens e três mulheres. Entre eles, estariam os dois suspeitos de ter alugado, sob nomes falsos, o imóvel onde começou a ser cavado o túnel.

A Polícia Federal do Rio Grande do Sul investiga a possibilidade da participação de integrantes do PCC (maior organização criminal paulista) no assalto. Uma tentativa semelhante contra o Banrisul, foi descoberta em 2006, em Porto Alegre.