Polícia prende cúpula do Banco Nacional, que sofreu intervenção nos anos 90


A Justiça decretou hoje a prisão de ex-integrantes da cúpula do Banco Nacional, que sofreu intervenção do Banco Central na década de 1990, no governo de Fernando Henrique Cardoso.

Foram recolhidos às celas, no Rio, o ex-presidente do banco Marcos Magalhães Pinto, o executivo Arnoldo Oliveira, e o ex-contador Clarimundo Santana. Eles estão na sede da Polícia Federal, no Rio.

Os três foram condenados por gestão fraudulenta.

Eles já tinham sido presos em 2002, por causa do mesmo processo, mas seus advogados conseguiram reverter a decisão no STF (Supremo Tribunal Federal).

Desta vez, recursos da defesa foram recusados tanto pelo TRF (Tribunal Regional Federal) do Rio quanto pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) e pelo STF, o que levou o juiz a pedir a prisão.

O advogado Nélio Machado diz que ainda faltam recursos para serem julgados e por isso ele tentará obter na Justiça a libertação dos executivos.

"Evidentemente eu vou tentar reverter esse mal maior. Nenhuma condenação está transitada em julgado e o Supremo entende que ninguém pode ser preso antes disso", afirma ele.

Há notícias de que outros mandados de prisão estão sendo executados ainda hoje.