Polícia italiana prende 25 acusados de ligação com a máfia; um deles é jogador de futebol


A polícia italiana prendeu nesta sexta-feira em Nápoles, no sul, 25 pessoas supostamente ligadas à Camorra (máfia napolitana), que agiam na cidade de Castellammare di Stabia.
 
Os detidos teriam vínculos com os clãs D’Alessandro e Afeltra-Di Martino e foram todos indiciados por vários crimes, como associação delitiva de tipo mafioso, exercício de apostas clandestinas, extorsão e lavagem de dinheiro.
 
Entre os supostos criminosos está inclusive um jogador de futebol. Cristian Biancone, de 33 anos, foi atacante do Avellino, time da série D do futebol italiano, e antes atuava no Sorrento.
 
Biancone é acusado de trapacear em uma disputa entre os clubes Sorrento e Juve Stabia em abril de 2009, com o objetivo de favorecer o clã D’Alessandro, que administrava apostas irregulares.
 
De acordo com a acusação, o jogador convenceu o goleiro Vitangelo Spadavecchia a manipular o resultado em troca de 25 mil euros.