Polícia detém políticos e supostos mafiosos na Sicília


A polícia da Sicília disse que desarticulou uma rede local formada por supostos integrantes da Cosa Nostra, a máfia siciliana, e políticos e empresários locais, detendo 50 suspeitos e confiscando centenas de milhões de euros em ativos.
 
A informação partiu dos Carabinieri (polícia paramilitar italiana), a qual disse que os dezenas de supostos mafiosos foram detidos na região de Catânia, no leste da Sicília, bem como dezenas de políticos que ocupam cargos públicos nos governos municipais, provinciais e regional da ilha. 
 
Segundo os Carabinieri, tanto os mafiosos quanto os políticos e empresários se beneficiavam dos contratos para obras públicas na região, com todos recebendo propinas e subornos que partiam dos cofres dos governos. 
 
Os suspeitos, contudo, são acusados de uma gama mais ampla de crimes, que incluem assassinato, extorsão e manipulação de licitações de obras públicas, principalmente de plantas que geram energia eólica, um negócio em expansão na ilha mediterrânea.