PF realiza operação contra desvio de recursos públicos em Londrina


A Polícia Federal em Londrina realiza nesta terça-feira uma operação para desarticular um suposto esquema criminoso de desvios de recursos públicos por meio de uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) no Estado.

A operação, batizada de Parceria, cumpre 40 mandados de busca e apreensão e 14 de prisão nos Estados do Paraná, São Paulo, Goiás, Maranhão e Pará. Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal de Curitiba.

Segundo a PF, os recursos eram recebidos em decorrência de parcerias firmadas com órgãos das três esferas da administração (União, Estados e municípios) para desenvolver projetos em diversas áreas do serviço público.

A Polícia Federal informou que as investigações demonstraram que a CIAP (Centro Integrado de Apoio Profissional), valendo-se dos benefícios que a condição de Oscip lhe proporcionava, faturou mais de R$ 1 bilhão de reais nos últimos cinco anos, dos quais, estima-se, R$ 300 milhões tenham sido desviados em favor de pessoas e empresas.

Somente em Londrina, conforme auditoria da CGU (Controladoria Geral da União), de um total aproximado de R$ 34 milhões recebidos pelo CIAP, mais de R$ 10 milhões em alegadas despesas não foram comprovadas.

As investigações também apontam para ocultação de bens e direitos e lavagem de dinheiro, crimes contra a ordem tributária, aquisições suspeitas de títulos da dívida pública "podres" e de imóveis rurais supostamente inexistentes no Estado do Pará.