PF prende seis pessoas em operação contra corrupção no Norte de Minas

Foram cumpridos três mandados judiciais de prisão preventiva, três mandados judiciais de prisão temporária e 10 mandados judiciais de busca e apreensão


A Polícia Federal deflagrou uma operação no Norte de Minas na manhã desta quinta-feira (7) que resultou em seis pessoas presas. De acordo com a corporação, a ação tem objetivo de combater os crimes de corrupção passiva, inserção de dados falsos em sistemas de informações, receptação, associação criminosa e prevaricação.

Foram cumpridos três mandados judiciais de prisão preventiva, três mandados judiciais de prisão temporária e 10 mandados judiciais de busca e apreensão. Todos foram expedidos pela Justiça Federal de Teófilo Otoni, onde foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão de três mandados de prisão preventiva.

Os demais foram cumpridos em Itaobim – um mandado de busca e apreensão -, Salina – um mandado de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva – e Cachoeira do Pajeú – três mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão temporária.

As investigações da chamada “Operação Estropie” tiveram início há 9 meses e apuraram obtenção ilícita de dinheiro em espécie e outros bens por parte de policiais rodoviários, além de suposto envolvimento de policiais com quadrilhas de assalto de cargas e desvio de combustíveis na região de Itaobim.

Os presos serão conduzidos para a penitenciária Nelson Hungria, em Contagem/MG, e a penitenciária de Teófilo Otoni e a penitenciária. Se condenados, os envolvidos poderão cumprir mais de 30 anos de reclusão.