PF deflagra Operação “Príncipe da Beira” em RO


A Polícia Federal deflagrou a OPERAÇÃO PRÍNCIPE DA BEIRA, objetivando desarticular organização criminosa atuante no tráfico internacional de drogas e de armas.

A operação teve início em janeiro de 2010 com base em informações derivadas da apreensão de cinco fuzis calibre 7.62, dois fuzis calibre .30 e grande quantidade de munição, ocorrida em 20 de outubro de 2009 no município de Primavera do Leste/MT, em ação da Polícia Rodoviária Federal, ocasião em que foi relatado que o armamento teria sido obtido na cidade de Ji-Paraná/RO.

Com base nas informações foi possível identificar uma organização criminosa transnacional atuante no tráfico de armas e de drogas, embasada especialmente na região de Costa Marques/RO, Guayaramerin/Bolívia e Alvorada D’oeste/RO.

Tal organização criminosa era chefiada por ROQUE CARDOSO DE OLIVEIRA, ex-foragido da justiça brasileira, que se encontra preso no Presídio Federal de Segurança Máxima de Porto Velho/RO, em 16 de novembro deste ano, mediante ação conjunta da Polícia Federal e Polícia Boliviana – Força Especial de Luta Contra o Narcotráfico (FELCN). ROQUE CARDOSO estava foragido desde 2007 e na Bolívia utilizava o nome falso de JUAN CARLOS QUINTANILHA PERES.

Desde o início da OPERAÇÃO PRÍNCIPE DA BEIRA foram apreendidos 300 (trezentos) quilos de pasta base de cocaína, com a prisão de 10 pessoas, por força de cinco autos de prisão em flagrante. Também foram apreendidos sete veículos, uma pistola 9mm e munições. Os principais destinos das drogas e das armas eram os estados do Rio de Janeiro, Goiás e Ceará.

Visando a desarticulação da organização criminosa e com amparo em decisão da Justiça Federal de Ji-Paraná/RO, serão sequestrados vários bens imóveis, destacando-se 10 fazendas localizadas entre os municípios de Costa Marques/RO e Alvorada D’oeste/RO, propriedades rurais com áreas entre 500 a 5000 mil hectares, havendo indicativos de que em algumas delas eram realizados arremessos e pousos de carregamentos de pasta base de cocaína e armas oriundas da Bolívia.

Também serão sequestradas 11 residências em zonas urbanas, principalmente nas cidades de Alvorada D’oeste/RO e Espigão D’oeste/RO, redutos da organização criminosa, 60 veículos entre motos, carros e camionetas, além de 6000 mil cabeças de gado.

Foi revelado durante as investigações que a organização criminosa utilizava casas de câmbio irregulares para enviar recursos financeiros ilícitos a ROQUE CARDOSO DE OLIVEIRA enquanto residia na Bolívia. Tais casas de câmbio serão objetos de buscas, bem como duas empresas fictícias que movimentavam dinheiro para a organização criminosa.

Serão cumpridos 40 mandados de busca domiciliar (37 em Rondônia, 2 no Rio de Janeiro e 1 no Mato Grosso do Sul) e 24 mandados de prisão temporária (22 em Rondônia e 2 no Rio de Janeiro).

A operação contou com a colaboração do Ministério Público Federal de Ji-Paraná e é deflagrada hoje com a participação de mais de 260 policiais, sendo 180 Policiais Federais, com o apoio do GOE (Grupo de Operações Especiais) da Polícia Militar do Estado de Rondônia, da Força Nacional de Segurança Pública e de Agentes Penitenciários Federais.

Autor: PF/RO