PF cumpre 13 mandados de prisão em ação contra fraude na Previdência

Operação Guia acontece em cinco municípios de Goiás. Objetivo é desmontar dois grupos que obteve benefícios irregulares.


A Polícia Federal deu início, nesta quinta-feira (23), à Operação Guia, que tem o objetivo de desmontar dois grupos suspeitos de fraude na Previdência, em Goiás. Cem policiais federais e quatro servidores da Previdência participam da ação e devem cumprir 13 mandados de prisão e 17 de busca e apreensão, em cinco municípios, incluindo Goiânia.

A operação conta com apoio do Ministério da Previdência Social e do Ministério Público Federal. Segundo as investigações, que começaram em setembro do ano passado, os suspeitos agiam em Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis. Em seis meses, a polícia identificou 150 benefícios previdenciários com indícios de irregularidades, que teriam causado prejuízo de mais de R$ 3 milhões aos cofres públicos.

As investigações, que tiveram início em setembro de 2009, constataram a atuação de dois grupos criminosos nas cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis.

Um dos grupos contava com a participação de servidores do INSS que concedia benefícios como auxílio-doença e aposentadoria por invalidez para pessoas que não tinham os requisitos legais. A outra quadrilha criava vínculos empregatícios falsos e documentos fraudados para a obtenção de pagamentos da Previdência.

Entre os suspeitos de envolvimento nas fraudes, estão cinco servidores da Previdência e um da Receita.