PF abre inquérito para investigar Antônio Palocci na Lava Jato

Palocci é suspeito de lavagem de dinheiro e de aceitar e oferecer vantagem indevida a funcionário público.


A Polícia Federal abriu inquérito para investigar o ex-ministro Antônio Palocci, na Operação Lava Jato.

Palocci é suspeito de lavagem de dinheiro e de aceitar e oferecer vantagem indevida a funcionário público.

Em delação premiada, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa contou que o doleiro Alberto Youssef pediu para ele liberar R$ 2 milhões do caixa do Partido Progressista para a campanha presidencial de Dilma Rousseff, em 2010. Paulo Roberto Costa, disse também que o doleiro Alberto Yousseff falava em nome do ex-ministro Antônio Palocci, na época um dos coordenadores da campanha de Dilma.

Yousseff negou que tenha feito o pagamento. O Bom Dia Brasil não conseguiu entrar em contato com o advogado de Antonio Palocci. O PP e o PT não vão se pronunciar.