Pablo Escobar: reveja reportagens sobre o traficante no Fantástico

Neste domingo, o Fantástico entrevistou com exclusividade Maria Isabel Caballero, a esposa de Pablo Escobar


Neste domingo, o Fantástico entrevistou com exclusividade Maria Isabel Caballero, a viúva de Pablo Escobar. Ao repórter Álvaro Pereira Júnior, a viúva do traficante contou a vida louca que levou ao lado do marido e se defendeu das acusações de lavagem de dinheiro na Argentina, onde reconstruiu sua vida com os dois filhos após a morte de Escobar.

A vida do traficante inspirou dezenas de séries, novelas e filmes. A trajetória que mais parece ficção foi acompanhada de perto pelo Fantástico ao longo dos anos.

Relembre algumas reportagens especiais feitas pelo Fantástico sobre Pablo Escobar:

Entrevista com a amante de Pablo Escobar Virgínia Vallejo , 2007

Virgínia Vallejo era apresentadora de TV quando conheceu Pablo Escobar. Por cinco anos, mantiveram um relacionamento amoroso. Em 2007, a jornalista escreveu um livro “Amando Pablo, odiando Escobar” sobre seus anos ao lado do maior traficante. O repórter Cesar Tralli foi até Miami para conhecer melhor essa história de amor. 

Tour pela fazenda de Pablo Escobar que virou parque temático na Colômbia

Um dos símbolos do império de Pablo Escobar era a Fazenda Nápoles. Com 35 km² – cerca de 22 vezes o tamanho do Parque do Ibirapuera – o local possuía lagos, piscinas, réplicas em tamanho real de dinossauros e até um zoológico particular. O parque era aberto para o público, que podia ver de perto animais como rinocerontes, girafas, camelos e hipopótamos de graça.

Depois de ficar abandonada por anos após a morte de Escobar, a área foi apropriada pelo Estado e arrendada por uma empresa particular, que passou a administrar o parque. Em 2010, o repórter Álvaro Pereira Júnior visitou o parque. Nem tudo está como antes, mas os hipopótamos não só procriaram como são considerados os únicos hipopótamos selvagens fora da África.

Entrevista com o filho de Pablo Escobar, Juan Pablo Escobar

Pablo Escobar aterrorizou a Colômbia nas duas décadas que foi o chefe do tráfico de drogas. Mas o criminoso tinha um lado família, era casado e pai de dois filhos. Juan Pablo Escobar, primogênito do traficante, escreveu um livro de memórias sobre sua infância abastada, cercada de luxos, e a juventude de terror ao lado do pai. “Minhas babás eram os piores criminosos da Colômbia”, disse.

Na Argentina, onde recomeçou sua vida ao lado da mãe e da irmã, Juan Pablo, que adotou o nome Sebastian Marroquín, concedeu uma longa entrevista para o Fantástico onde falou de algumas lembranças do pai e da vida na Colômbia.

Nesta mesma reportagem de 2015, Álvaro Pereira Júnior refez a trajetória de Pablo Escobar, visitando Medellín cidade colombiana onde foi criado, a Fazenda Nápoles, as ruínas da prisão que construiu para si mesmo, até o cemitério onde está enterrado.

Visita à mansão do traficante em Miami

Antes de se tornar um fugitivo conhecido em todo o mundo, Pablo Escobar entrava e saia dos Estados Unidos sem preocupação transportando cocaína. Em 1980, comprou uma casa em Miami, em uma área nobre. Na escritura, o nome real de Escobar.

A mansão com 700 m ² foi confiscada pelo governo em 1987 e vendida nos anos 90. Em 2016, o novo dono decidiu colocar a construção a baixo, mas não sem antes investigar se Escobar deixou algum tesouro enterrado.

O laboratório de cocaína de Pablo Escobar no Brasil

Pablo Escobar foi chefe do Cartel de Medellín, que estendeu seus tentáculos muito além da Colômbia. Em 1988, uma operação policial encontrou um laboratório de drogas nas Serras Gerais, na época Goiás.

Mas o que não se foi divulgado na época, era que a operação foi fruto da ação de um agente infiltrado e que o laboratório tinha relação com o grupo de Escobar.

Em 2018, Álvaro Pereira Júnior viajou até as Serras Gerais, atual território do Tocantins, com o agente infiltrado, que prefere não revelar sua identidade, e conheceu o local onde ficava o laboratório de Pablo Escobar no Brasil. Confira essa história completa!