Operação mira lavagem de dinheiro por meio de revenda de gás na região de Maringá


Nesta segunda-feira, 9 de novembro, a Polícia Federal em Maringá, norte do Paraná deflagrou a Operação Butano. O objetivo é desmontar um esquema de lavagem de dinheiro decorrente do contrabando. Vinte Policiais Federais cumprem 4 mandados de busca e apreensão expedidos pela 14ª Vara Federal de Curitiba.

A Operação tem como alvo principal um indivíduo residente em Paiçandu, região metropolitana de Maringá, com diversos antecedentes criminais relativos ao contrabando de cigarros. Ao longo das apurações, constatou-se que ele e integrantes de sua família teriam adquirido uma revenda de gás de cozinha com os lucros oriundos do crime, bem como imóveis colocados em nome de terceiros.

Entre 2012 e 2019, os investigados movimentaram mais de 40 milhões de reais em suas contas correntes. Houve decretação do sequestro de sete imóveis vinculados aos investigados, com avaliação aproximada em R$ 1,2 milhões.

As penas relativas aos crimes sob investigação podem ultrapassar os 15 anos de reclusão.

O nome da Operação guarda relação com o hidrocarboneto presente na composição química do gás de cozinha.

Banner E-book PEP

Fonte: Bem Paraná