Operação da PF contra clonagem de cartões de crédito cumpre mandados de busca em Pelotas

Serão cumpridos 11 mandados de prisão e 20 de busca e apreensão em São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul


A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje a Operação Sem Limites para desarticular organização criminosa especializada em clonagem de cartões de créditos e outras fraudes financeiras.
 
Serão cumpridos 11 mandados judiciais de prisão, 10 no Rio de Janeiro e um em São Paulo, e 20 mandados de busca e apreensão, sendo cinco em Pelotas, dois em São Paulo e 13 no Rio de Janeiro.
 
A operação teve início em julho, com a prisão em flagrante de duas pessoas do Rio de Janeiro por descaminho, em barreira realizada pela Receita Federal e pela Polícia Rodoviária Federal na cidade de Arroio Grande, no sul do Estado.
 
No decorrer das investigações, foi constatado o envolvimento de outras pessoas, também da cidade do Rio de Janeiro, que seriam as responsáveis pela aquisição das mercadorias apreendidas e pela clonagem de cartões para o pagamento. Outros envolvidos, principalmente no Rio Grande do Sul, em São Paulo e no Rio de Janeiro também foram identificados.
 
Três pessoas já haviam sido presas, em setembro, ao desembarcar na rodoviária de Porto Alegre, vindos de Pelotas, na posse de cartões clonados e máquinas para fraudar cartões bancários.
 
O bando agia inserindo máquinas de cartões de créditos adulteradas (popularmente conhecidas como "chupa-cabras") no comércio estabelecido. Depois, a máquina é retirada para obter os dados dos clientes. De posse desses dados, são confeccionados os cartões de créditos para consumo no comércio nacional e internacional, além de saques em dinheiro no exterior.