Operação contra máfia prende 92 pessoas na Itália


A polícia italiana deteve na madrugada desta sexta-feira 92 pessoas que pertenceriam aos clãs Stramaglia e Di Cosola, da máfia de Bari, que vêm se enfrentando nos últimos anos em uma sangrenta guerra pelo controle do narcotráfico nesta província do sul da Itália.
 
Segundo confirmaram fontes policiais à Agência Efe, a maior parte da operação, que contou com 600 agentes, ocorreu na província de Bari, e também na vizinha Foggia, parte oriental da ilha da Sicília, assim como em várias províncias do norte do país, entre elas Milão.
 
Os detidos
 
Entre eles os dois chefes do clã Stramaglia, Michele Stramaglia e Giuseppe Barbetta – são acusados de associação mafiosa, extorsão e associação destinada ao tráfico de substâncias entorpecentes.
 
Os policiais que participaram da operação, denominada "Hinterland" (território interior, em inglês), apreenderam 40 quilos de droga, várias pistolas e dois fuzis Kalashnikov.
 
Além dos violentos confrontos entre os clãs, a polícia italiana considera que os grupos mafiosos são responsáveis por extorsões a empresários da região.