MPF e MP da Suíça repatriam ouro e diamantes adquiridos em esquema de corrupção comandado por Sérgio Cabral


O Ministério Público Federal e o Ministério Público da Suíça repatriaram ao Brasil 27 pedras de diamantes e 4,5 kg de ouro que foram adquiridos com dinheiro ilegal do esquema de corrupção comandado pelo ex-governador do Estado do Rio de Janeiro Sérgio Cabral.

De acordo com peritos, o material seria avaliado em mais de R$ 20 milhões. A ação contou com o apoio da Polícia e Receita Federal do Brasil e também da embaixada da Itália. Os objetos ficarão à disposição da Justiça.

A existência das pedras e a localização dos diamantes foram reveladas aos investigadores da Operação Lava Jato por colaboradores responsáveis pela ocultação de bens da organização criminosa, que firmaram acordo de colaboração premiada.

Logo depois da homologação do acordo, o MPF iniciou um processo de cooperação jurídica com as autoridades suíças, que acautelaram as pedras e as barras de ouro até a finalização dos trâmites que viabilizaram o retorno ao Brasil destes materiais.

Procuradores brasileiros estiveram em Genebra na última terça (3), onde receberam as pedras e barras. Por questão de segurança, a operação foi mantida em sigilo até a divulgação pelo Ministério Público Federal.

Fonte: G1