MP arquiva denúncia de desvio de dinheiro contra prefeito de Porto Alegre


O Ministério Público do Rio Grande do Sul arquivou nesta quarta-feira (14) a denúncia contra o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan (PSDB), acusado de desviar R$ 3,1 milhões do fundo municipal de saúde para ações de publicidade que supostamente promoviam sua gestão na pandemia. De acordo com a promotora Roberta Brenner de Moraes, da promotoria de Justiça Especializada Criminal de Porto Alegre, o prefeito não cometeu ilegalidades, não gerou prejuízo ao erário e “não há aspectos criminais a serem analisados”. O arquivamento na Justiça não vai afetar o procedimento de impeachment aberto contra Marchezan na Câmara Municipal pelo mesmo motivo. Ele é acusado de ter praticado crime de responsabilidade. Nas redes sociais, o prefeito contra-atacou: “Na verdade, em POA, ocorre que alguns vereadores corruptos se rebelaram por eu ter acabado com a corrupção deles, tentando me tirar do processo eleitoral”.

Banner E-book PEPFonte: Gazeta do povo