Minas Gerais ocupa a quarta posição no ranking de crimes econômicos no Brasil


A AML Consultoria que é líder nacional do mercado de soluções e serviço de prevenção à lavagem de dinheiro divulgou uma pesquisa dos estados onde é grande o volume de corrupção no País. No ranking, Minas Gerais está na quarta posição, com maior número de políticos eleitos e nomeados, bem como executivos de empresas públicas e autarquias da União, vinculados a crimes econômicos, como corrupção e peculato, com 5,6% do total dos nomes envolvimentos nos últimos oito anos. Em compensação, não temos ninguém envolvido nas investigações de desvio de dinheiro na operação Lava Jato.

São Paulo lidera o ranking com 1.223 pessoas envolvidas em crime contra os cofres públicos, dando um total de 9,7%. Porém, o estado cai para 2ª posição, quando são analisados os envolvidos na fase da operação Lava Jato, contam com 75 pessoas (8,1%). Brasília vem em 2º lugar com 874 pessoas, dando um percentual de 6,9%, mas analisando a operação Lava Jato, passam a liderar o ranking com 223 (24,3%) de pessoas envolvidas. A Bahia também esta na frente de Minas, quando se trata de pessoas expostas politicamente, pois conta com 752 (5,9%) casos. Porém, nas investigações do desvio de dinheiro da Petrobras ocupa a última colocação com 57 pessoas envolvidas, dando um total de 6,2%.

Depois de Minas Gerais, no ranking de crimes econômicos, só tem o Estado de Paraná com 597 registros dando um índice de 4,7%. Já no restante do ranking de Pessoas Expostas Políticas – Titulares envolvidos na Lava Jato – estão: Rio Grande do Sul com 74 registros, dando um percentual de 8%; e Rio de Janeiro que foram contabilizados 54 casos, representando 6,2%. A AML Consulting informou que dentre as pessoas expostas Politicamente, os dois rankings, consideram apenas os titulares, indivíduos que ocupam ou já ocuparam cargos, empregos ou funções públicas de relevância. As PEPs titulares podem ser pessoas eleitas, como governador e prefeitos, ou nomeados para função pública. 

 

Publicado também em:

Átila Lemos

Diário do Comércio

http://www.diariodocomercio.com.br/noticia.php?tit=minas_gerais_figura_na_quarta_posicao_em_ranking_nacional_de_corrupcao&id=181339