Lava-Jato recupera mais de R$ 10 bilhões

Maior operação de combate à corrupção completa três anos e envolve 260 pessoas acusadas de crimes


Maior operação de combate à corrupção e à lavagem de dinheiro do País, a Lava-Jato completa três anos de atividade nesta sexta-feira, 17. Desde então, já se foram 38 fases da Operação Lava Jato, com os investidores apurando, nesse período, fatos relacionados a empreiteiras, doleiros, funcionários da Petrobras e políticos.

Dados do Ministério Público Federal no Paraná, atualizados em fevereiro, revelam que foram formuladas 57 acusações criminais contra 260 pessoas- em 25 já houve sentença por crimes como lavagem de dinheiro, corrupção, organização criminosa e tráfico transnacional de drogas. E melhor: até agora, a Lava Jato conseguiu recuperar mais de R$ 10 bilhões aos cofres públicos, entre valores que já foram devolvidos ou estão em processo de recuperação.

Para o procurador da República Diogo Castor, membro da força-tarefa, a operação começou a mudar a ideia de que crimes do colarinho branco ficam impunes. “A Lava Jato democratizou a Justiça Criminal, demonstrou como deve ser uma Justiça Criminal eficiente, uma coisa que o brasileiro não está acostumado. O povo está acostumado ao setor público ineficiente em todas as esferas, desde o Judiciário, Legislativo, Ministério Público. A Lava Jato é a única coisa que deu certo no sistema de Justiça Criminal no Brasil”, avalia.