Justiça americana investiga Maduro por desvio de US$ 1,2 bi e lavagem de dinheiro

Oito pessoas são acusadas de desviar recursos da indústria petrolífera venezuelana e de explorar o sistema de câmbio para acumular fortunas ilegais nos EUA e outros países


O ditador venezuelano Nicolás Maduro está sob investigação nos Estados Unidos, acusado um esquema de desvio de recursos e de lavagem de dinheiro na PDVSA, a petrolífera venezuelana. Segundo o jornal americano Miami Herald, cerca de US$ 1,2 bilhão foram desviados. 

As oito pessoas são acusadas pela Justiça americana de desviar recursos originários da indústria petrolífera venezuelana, que passa por uma forte crise, e de explorar o sistema de câmbio do país sul-americano para acumular fortunas ilegais nos Estados Unidos e outros países.