Hackers roubaram R$ 3 bilhões dos maiores bancos do mundo

Hackers invadiram computadores de mais de 100 bancos de 25 países da Ásia, Europa, Estados Unidos e também do Brasil.


Uma quadrilha internacional de ladrões montou um sistema sofisticado capaz de invadir o caixa dos maiores bancos do mundo. O assalto já atingiu o equivalente a R$ 3 bilhões.

Este é o maior ataque cibernético da história contra o sistema bancário. É o que diz a Kaspersky Lab, uma empresa global especializada em segurança na rede.

Segundo a companhia, hackers invadiram computadores de mais de 100 bancos de 25 países da Ásia, Europa, Estados Unidos e também do Brasil.

Segundo a investigação, o grupo é formado por hackers de vários países como China, Rússia e Ucrânia. Nos últimos dois anos eles roubaram pelo menos US$ 1 bilhão.

A lista dos clientes prejudicados, a maioria grandes empresas, ainda não foi divulgada. Bancos de várias partes de todo o mundo convocaram seus melhores especialistas para investigar o caso. A polícia e os serviços de inteligência de países da Europa e dos Estados Unidos também. Agora, todos fazem a mesma pergunta: como os hackers conseguiram agir durante quase dois anos sem que ninguém percebesse o que estava acontecendo?

Os ataques começaram de um jeito bem comum. Os ladrões da internet enviaram e-mais infectados com vírus espiões para os funcionários dos bancos. Com essa porta de entrada, eles chegaram aos computadores dos administradores do sistema, responsáveis pelas transferências de dinheiro.

Para não levantar suspeitas, os hackers primeiro inflavam uma conta, como se tivessem feito um depósito. Depois concluíam a transferência criminosa com o programa espião, eles conseguiram até controlar remotamente caixas eletrônicos. Que soltavam grandes quantias em dinheiro sem que ninguém estivesse por perto.

Os investigadores russos conseguiram detectar o roubo mas ainda não sabem como impedir a ação dos bandidos.