Golpistas desviam quase R$ 4 milhões de plano de saúde de servidores no RJ

Polícia Federal procura criminosos; câmeras mostram golpista carregando R$ 700 mil.


A Polícia Federal prendeu dois gerentes de banco que integravam um grupo criminoso que desviou quase R$ 4 milhões da empresa que administra os planos de saúde de servidores federais no Rio de Janeiro. Um dos integrantes da quadrilha foi flagrado sacando R$ 700 mil em uma agência de Petrópolis, na região serrana do Estado.

Segundo o delegado Alexandre Saraiva, “tudo foi feito através de falsificação de documentos”. Os golpistas abriram uma conta corrente, para onde passaram a desviar os depósitos feitos pela empresa que administra os planos.

Para isso, contaram com a colaboração de dois gerentes de banco, que já foram presos.

Saraiva diz que eles enganavam “o setor administrativo dos ministérios, substituindo por uma conta falsa, aberta em uma agência de Petrópolis”.

O golpe atingiu os servidores fluminenses que trabalham nos ministérios dos Transportes, do Trabalho e da Previdência.

Câmeras mostram golpista carregando dinheiro

A PF divulgou imagens gravadas em uma agência bancária de Petrópolis, mostrando um dos golpistas entrando e sacando R$ 700 mil. O dinheiro era carregado em uma sacola.

Os agentes já possuem uma foto do criminoso, mas ele ainda não foi identificado.

O dinheiro depositado na conta irregular já foi devolvido pelo banco à empresa que administra os planos de saúde.