França aprova lei contra corrupção no esporte

Para coibir lavagem de dinheiro e evasão fiscal, país impõe maior controle sobre transferência de jogadores


O Senado francês aprovou um projeto de lei para reforçar a transparência no futebol profissional através de maior controle financeiro sobre as operações de clubes e agentes de jogadores.

A norma pretende coibir a evasão fiscal, lavagem de dinheiro e manipulação de resultados. Uma das novidades da lei é o controle da atividade dos agentes de futebol para que não ganhem comissões suspeitas na negociação de jogadores. Outro é a análise dos negócios dos clubes franceses que deverão mostrar a origem do dinheiro que utilizam.

“Cerca de 30% do dinheiro de uma transferência não chega ao destino final. Não sabemos exatamente o que ocorre. Por isso, queremos transparência”, afirmou o senador socialista Dominique Bailly.

“A luta por transparência deve ser como o combate ao doping. O fim não justifica os meios para ganhar. É preciso uma resposta internacional, não só francesa”, acrescentou o parlamentar.

A fiscalização ficará a cargo da Direção Nacional de Controle e Gestão, um órgão independente da Liga de Futebol Profissional da França.