Facebook terá de evitar lavagem de dinheiro com a libra, diz chefe do Fed


O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, disse ontem que a planejada criptomoeda do Facebook, chamada libra, só poderá seguir em frente se a rede social resolver “grandes preocupações” com o projeto.

“A Libra levanta muitas grandes preocupações em relação à privacidade, lavagem de dinheiro, proteção ao consumidor e estabilidade financeira”, disse ele durante testemunho à Comissão de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos. “Estas são preocupações que precisam ser detalhadamente e abertamente resolvidas antes de [o projetto] seguir enfrente.

O Fed e o Conselho de Supervisão da Estabilidade Financeira do Tesouro americano estão analisando a Libra, segundo disse Powell. Autoridades do banco central se reuniram com o Facebook há dois meses antes de a rede social anunciar seus planos para a libra. “O processo de resolução dessas preocupações dever ser paciente e cuidadoso, e não pode haver  pressa na implementação”, afirmou ele.

Mais tarde ele acrescentou que a libra “não pode seguir adiante sem que haja uma ampla satisfação com a maneira como a companhia vem resolvendo o problema da lavagem de dinheiro e todas essas coisas.”

As ações do Facebook reduziram o ritmo de alta para 0,6% após as considerações de Powell, mas fecharam com ganho de 1,77%, a US$ 202,73.

O Facebook atraiu a atenção de parlamentares e autoridades reguladoras do governo por causa de sua visão para a nova moeda digital, que permitiria aos usuários realizar transferências internacionais instantâneas de dinheiro a partir de seus smartphones. A Libra Association tem 27 parceiros iniciais, incluindo a Mastercard, Visa, Lyft e PayPal.

No entanto, os bancos vêm relutando em aderir ao projeto da criptomoeda em meio a preocupações e temores regulatórios de que ela iria competir com seus próprios esforços na área de moedas virtuais.

No mês passado, Powell observou durante uma entrevista que diretores do Facebook discutiram a libra com o Fed, acrescentando que há benefícios e riscos em potencial com o lançamento de uma moeda digital que poderia ser bastante usada. Powell disse ontem aos parlamentares que o banco central apoia a inovação no setor de serviços financeiros, “contanto que os riscos associados sejam apropriadamente identificados e administrados”.