Ex-jogador de futebol é preso acusado de cometer fraudes bancárias

Fraudes teriam causado um prejuízo de mais de R$ 232 mil. Mandados foram cumpridos no Riacho Fundo, Vicente Pires e Ceilândia


Três homens foram presos na manhã desta segunda-feira (12/8) acusados de fraudes bancárias e lavagem de dinheiro. Os mandados de prisão foram cumpridos no Riacho Fundo, em Vicente Pires e em Ceilândia. A polícia estima que os golpes tenham totalizado um prejuízo de R$ 232,1 mil. 
 
As prisões foram amparadas por informações repassadas por insitituições bancárias. De acordo com a polícia, um dos acusados é um ex-jogador de futebol, de 26 anos. Ele cometeu o crime por meio da internet e os alvos eram empresas de São Paulo. 
 
O suspeito seria reponsável por recrutar moradores do Distrito Federal, para que eles pudessem emprestar as contas bancárias, nas quais receberiam o dinheiro das fraudes. Para isso, ele contava com o apoio de dois comparsas, um de 33 anos e outro de 27 anos. 
 
Durante a ação da Polícia Civil, foram apreendidos dispositivos de informática, celulares e um cofre. A investigação é fruto de um trabalho em conjunto entre a Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos – DRCC/DPE e a Coordenação de Crime Organizado – CECOR/DPE. Todos os acusados foram enviados para a carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE).