Ex-presidente suspeito de tráfico de droga e lavagem de dinheiro

O ex-presidente do Haiti, Jean-Bertrand Aristide, é suspeito em processos judiciais que investigam crimes de tráfico de droga, corrupção e "lavagem de dinheiro", disse fonte oficial à agência noticiosa France Press.


"Há dois casos relacionados com o antigo president Aristide a correr", segundo o juiz Raymond Jean Michel, o qual adiantou ainda que os factos remontam a 2006 e 2007 e entraram em fase formal de inquérito.

A Comunicação Social local noticiou que o ex-responsável político ficou inibido de abandonar o país devido aos processos. O juiz encarregado do inquérito convocou hoje uma dezena de pessoas para interrogatório, incluindo vários colaboradores de Aristide, bem como outras figuras de Estado do seu tempo.

Aristide, o primeiro líder haitiano democraticamente eleito, ganhou eleições em 1990 e em 2000, embora o seu mandato inaugural tenha sido interrompido entre 1991 e 1994 por um golpe de Estado que o obrigou a refugiar-se nos Estados Unidos.

Outro golpe, em 2004, levou-o a exilar-se na África do Sul, viajando a bordo de um avião da Força Aérea norte-americana. Regressaria ao Haiti apenas em março de 2011.