DRACO de Caxias do Sul realiza mega operação para combater crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa


A Polícia Cívil, por meio do Draco de Caxias do Sul, Sob coordenação do delegado Adriano Linhares, com o obejtivo de combater os crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa, remeteu neste mês dois inquéritos policiais, os quais foram pedidos o sequestro de diversos bens, móveis e imóveis, avaliados aproximadamente em R$ 4.000.000.00.

Os dois inquéritos são de grupos organizados que atuavam no tráfico de drogas de Caxias do Sul e região serrana e foram instaurados para apurar a prática de lavagem de dinheiro; todos estão presos preventivamente em decorrência de ações anterios da Draco de Caxias do Sul.

Na apuração dos crimes de lavagem de dinheiro, 16 pessoas foram indiciadas, solicitados o sequestro de 9 imóveis localizados dentro e fora do Estado do Rio Grande do Sul e 27 veículos, bem como foram bloqueadas 9 contas bancárias.

Os bens dos grupos foram avaliados em aproximadamente em R$ 4.000.000.00, mas entre  bens comprados e vendidos, cartões de crédito, despesas diversas e movimentações de contas bancárias. Os investigados movimentaram aproximadamente  R$10.000.000.00 dez   milhões de reais.

No inquérito de lavagem, cinco pessoas foram indiciadas, foram solicitado o sequestro e a busca de 3 veículos, 1 casa em Caxias do Sul e 1 casa de praia na Cidade de Arroio do Sal.

Os bens estão avaliados em aproximadamente R$ 1.100.000.00 ( um milhão e cem mil reais.)

O objetivo das investigações da lavagem de dinheiro é a descapitalização do crime organizado que é uma diretriz da Polícia Cívil do Estado como um todo. 

O delegado, Adriano Linhares avalia que o crime não é mais como antigamente, ele evoluiu e hoje atua em diferentes setores da sociedade, como verdadeiros profissionais. As ações de segurança precisam acompanhar esse ritmo e serão cada vez mais constantes. 

Os inquéritos policiais foram remetidos e aguardam apreciação do poder judiciário.