Doleiros de Sérgio Cabral darão curso sobre lavagem de dinheiro ao MP

Vinícius Claret e Claudio Barbosa darão aula para procuradores da República. Delação de ambos resultou na operação Câmbio, Desligo


Os doleiros do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, Vinícius Claret (o Juca Bala) e Claudio Barbosa (o Tony) terão alguns requisitos a cumprir antes de tentarem extinguir completamente suas penas aplicadas pela Justiça Federal. As informações são do jornal O Globo.

De acordo com a reportagem, eles terão de ensinar técnicas de lavagem de dinheiro durante seis anos para procuradores da República. São estimadas cerca de 200 horas-aula por ano, ou 1.200 horas-aula no período.
Vinícius Claret e Claudio Barbosa, que firmaram o compromisso com o Ministério Público Federal, poderão comparecer às unidades do MPF do Rio de Janeiro ou de Brasília para prestar o serviço.

As delações dos dois serviu de base para a força-tarefa da Operação Lava Jato deflagrar, na quinta-feira (3/5), a operação Câmbio, Desligo. Segundo o jornal carioca, até a manhã desta sexta-feira (4) já foram cumpridos 37 dos 53 mandados de prisões contra doleiros e operadores envolvidos em um esquema de lavagem de dinheiro que movimentou US$ 1,652 bilhão.