Delações da Odebrecht devem ficar em sigilo até o fim de março


Em conversas reservadas, ministros do STF avaliam que as delações da Odebrecht só perdem o sigilo no final de março, o que vai prolongar a agonia no meio político.

Para catalogar as informações que serão enviadas pela PGR, a secretaria do STF leva quatro dias. Somente depois disso os documentos seguem para análise do ministro Luiz Edson Fachin, a quem cabe decidir se levanta os sigilos.