Com quem você está fazendo negócios?

GRANDES NÚMEROS


Em tempos de Lava-Jato, uma categoria de brasileiros desperta desconfiança em qualquer instituição. São as chamadas pessoas expostas politicamente, aqueles cidadãos que ocupam cargos públicos – eleitos ou por indicação – e seus parentes e sócios. Para os bancos, há regras específicas a seguir em transações com esse grupo “A pergunta que tentamos responder aos clientes é com quem eles estão fazendo negócio”, diz Alexandre Botelho, sócio-fundador da AML, consultoria especializada em serviços de prevenção à lavagem de dinheiro. Uma pesquisa da AML mostra que 12% das pessoas expostas politicamente estão envolvidas em crimes econômicos. Destas, 40% ocupam ou ocuparam cargos públicos. A maioria está enrolada em casos de corrupção e fraude. Para completar o rol de más notícias, metade das pessoas expostas politicamente não caiu de paraquedas na posição: foi eleita nas urnas