Com dinheiro desviado por Lalau, governo bate recorde nas repatriações

Por Aguirre Talento


A repatriação de US$ 4,7 milhões desviados pelo ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, o Lalau, para contas da Suíça fez o governo federal bater recorde no valor das repatriações em 2013.

O total foi de US$ 7,1 milhões recuperados de dinheiro desviado por corrupção ou lavagem de dinheiro. Em 2012, o valor das repatriações havia sido de US$ 1,2 milhão.

O valor de 2013 é o maior ao menos desde 2007, segundo dados do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça.

Em julho do ano passado, a AGU (Advocacia-Geral da União) confirmou a transferência para a conta bancária do governo brasileiro dos recursos desviados por Lalau na construção do Fórum Trabalhista de São Paulo, em 1992.

Lalau só teve sua primeira condenação definitiva no ano passado e, por isso, teve sua aposentadoria cassada. O ex-juiz foi sentenciado a uma pena de nove anos de prisão por lavagem de dinheiro e ao pagamento de multa de R$ 600 mil.

Também em 2013 cresceu o valor dos recursos bloqueados no exterior, para cerca de US$ 25 milhões. No ano anterior esse valor foi de cerca de US$ 10 milhões. Os dados são do Ministério da Justiça.