Cheques em branco são usados para desviar dinheiro público no Paraná

De acordo com as investigações do banco, laranjas assinavam cheques em branco, que depois eram preenchidos e descontados por terceiros


No Paraná, cheques em branco foram usados para roubar dinheiro público. Mais de R$ 100 milhões foram desviados da Assembleia Legislativa do Estado. O escândalo ganhou um novo capítulo.
 
Os cheques ficavam dentro do cofre de uma agência bancária responsável pela folha de pagamento da Assembleia Legislativa do Paraná. O diretor de relações institucionais, Hélio Duarte, entregou na segunda-feira (6) ao Ministério Público o resultado de uma sindicância interna.
 
De acordo com as investigações do banco, laranjas assinavam cheques em branco, que depois eram preenchidos e descontados por terceiros.
 
Além de guardar os cheques nos cofres, os funcionários envolvidos não identificavam as pessoas que faziam os saques. O banco demitiu nove funcionários e encerrou 19 contas. Três ex-diretores da Assembleia Legislativa do Paraná estão presos e sendo julgados.