Beto Richa vira réu pela 3ª vez na Lava Jato acusado de fraude em obras de rodovia

Em troca de propina de R$ 7 milhões, tucano teria favorecido consórcio em licitação para obras de duplicação de uma rodovia estadual, em 2014


A Justiça Federal do Paraná aceitou nesta segunda-feira (1º) denúncia contra o ex-governador do estado Beto Richa (PSDB) e outras seis pessoas sob acusação dos crimes de corrupção ativa e passiva, fraude licitatória e lavagem de dinheiro nas obras de duplicação de uma rodovia estadual, em 2014.