Banco Credit Suisse é investigado nos EUA


O banco Credit Suisse, o segundo mais importante da Suíça, revela nesta sexta-feira que está sendo investigado pelo Departamento de Justiça americano sobre supostas contas bancárias da entidade que teriam servido para burlar o pagamento de impostos nos Estados Unidos.

Em comunicado, o banco indicou que a investigação – liderada pelo Departamento de Justiça dos EUA, mas que conta com a participação de outras entidades governamentais – envolve também outras instituições financeiras internacionais.

O Credit Suisse garante estar colaborando neste processo e fornecendo as informações requeridas pelas autoridades americanas. "Sujeitos a nossas obrigações legais suíças, continuaremos cooperando com as autoridades dos EUA em um esforço para resolver essas questões", diz a nota.

Anteriormente, o banco mais importante da praça financeira suíça, o UBS, foi também alvo das autoridades dos Estados Unidos, após comprovar-se que tinha facilitado clientes americanos a evadirem impostos através de contas localizadas no exterior.

O UBS aceitou pagar US$ 780 milhões de multa para chegar a uma regra, mas também teve de aceitar revelar as identidades de milhares de clientes desse país com contas fora dos EUA. EFE