Banco Central e MP já têm lista negra de desmatadores preparada na Sema


O governo de Mato Grosso, através da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), e o governo federal, via Ministério do Meio Ambiente (MMA), devem divulgar amanhã pela manhã uma listagem com os maiores 50 produtores que realizaram desmates ilegais na floresta amazônica localizada em território mato-grossense. A lista deverá ser encaminhada ao Banco Central (BC) e ao Ministério Público Federal (MPF) e Estadual (MPE).

Segundo apurou o Olhar Direto, a intenção é impedir que os criminosos ambientais tenham acesso a novos créditos e que as autoridades monetárias e judiciais cancelem eventuais operações bancárias e de crédito realizadas pelos produtores listados como devastadores das florestas.

Concomitantemente, as autoridades ambientais devem detalhar a operação conjunto que deve ser iniciada nos próximos dias, pelas Forças Armadas, para conter o avanço sobre as áreas nativas de floresta.

Mato Grosso foi escolhido para ser palco principal da ação articulada das forças armadas porque voltou a ser o Estado com maior área desmatada. Nos últimos dois meses, o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) registrou um desmate superior a 590 km² no Estado.

Das sete novas cidades que vão entrar para a lista dos maiores desmatadores da União, Mato Grosso ‘contribui’ com quatro municípios.