Audiência pública discutirá crimes financeiros contra idosos


Os idosos estão sendo vítimas de crimes financeiros. A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado vai promover audiência pública para discutir medidas que tragam mais segurança a eles quando realizarem operações bancárias, principalmente quando se trata de empréstimos consignados.

De acordo com o deputado Marllos Sampaio (PMDB-PI), que solicitou a audiência, os idosos estão sendo vítimas de ação de estelionatários.

A Delegacia de Segurança e Proteção ao Idoso da cidade de Teresina no Piauí eleborou um dossiê com relatos de crimes cometidos. De acordo com o documento, a maior parte das vítimas não é alfabetizada e não sabe que empréstimos foram feitos em seu nome.

"Em função de sua vulnerabilidade e facilidade do crédito consignado, idosos são presas fáceis nas mãos dessas quadrilhas especializadas", afirmou Sampaio.

Audiência

O pedido para a realização da audiência pública foi aprovado na quinta-feira (7). No entanto, ainda não há uma data definida.

Estão convidados para a audiência o ministro da Previdência Social, o presidente do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), o presidente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), representantes legais das instituições bancárias financeiras, o presidente do Banco Central, um integrante do ministério público, o presidente do Conselho Nacional dos Direitos das Pessoas Idosas, o secretário nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos e representantes dos demais órgãos e organizações envolvidas na prevenção de crimes e proteção aos direitos dos idosos.