Polícia faz busca e apreensão em loja do shopping Iguatemi

Uma força tarefa da Polícia Civil e da Receita estadual de São Paulo está neste momento na loja de Franziska Hubner, no shopping Iguatemi, um dos templos do luxo paulistano.

A Folha conseguiu falar com o delegado Helio Bressan, da 1ª Delegacia Fazendária de São Paulo. Ele afirmou que não pode dar entrevistas, mas confirmou a informação de que a polícia realiza uma operação de busca e apreensão na loja por sonegação fiscal.

As funcionárias Edilsa e Jaqueline também confirmam que a loja está lotada de fiscais. O staff de Franziska Hubner está se dirigindo para o local neste momento.

Esta é a terceira investida relacionada a crimes financeiros sobre símbolos do comércio de luxo em São Paulo.

A primeira veio em julho de 2005 com a Operação Narciso, que teve como alvo a loja Daslu, comandada por Eliane Tranchesi. No ano passado, a empresária foi condenada em primeira instância à pena de 94,5 anos de prisão por formação de quadrilha, falsidade ideológica e descaminho. Ela e mais seis pessoas condenadas recorreram da decisão e aguardam julgamento em liberdade.

A segunda ocorreu no mês passado, com a operação Porto Europa. O alvo foi a empresária Tania Bulhões, dona de uma loja de mesmo nome que atua na área de decoração e perfumes.

Nos dois casos, a Receita e a Polícia Federal alegaram que as lojas participam de esquemas de subfaturamento ou descaminho dos produtos vendidos.